Muita coisa, tanta coisa ao mesmo tempo, coisa tão velha que já acumulou poeira mas ainda dói, tem um pouco desse sentimento que me incomoda muito mas já virou rotina, como se fosse uma doença, motivação zero, sentimento de vazio, mas no fundo continua tudo bem, eu sofro sendo assim porque no final das contas eu tenho esse impulso vital de querer ficar bem e respirar fundo pra deixar a dor passar e vira uma contradição. A carência tá grande e o coração apertado, mas não sei mais me entregar pra ninguém, não sei mais me doar, o medo de amar supera a vontade.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s