Dormir? impossível, você não me deixa e eu não me deixo. Depois de todas essas privações eu percebo que o sono se torna cada vez mais teimoso, também só pudera, não é? O relógio já marca seis horas da manhã e mesmo faltando meia hora para sair de casa e voltar ao mundo real me sinto incapacitada de tirar todos esses pensamentos cruéis da cabeça, penso que já vivemos essa vida antes, penso com malícia que nós dois fomos feitos um para o outro, depois penso que não faria diferença, repenso, percebo que faria sim, pois já não há saída para nós dois e talvez eu também nem queira achar. Mas então penso com loucura que deve haver uma saída. E há. Só não quero que ela se faça necessária afinal, o sono foi embora mas no fundo continua tudo bem, meu bem.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s