Mas ele se questionava até que ponto você era verdade. Até onde você não era parte da imaginação ilusória dele mesmo, até onde você era o que ele queria que você fosse. A noite se arrastava e a tua imagem partindo martelava os pensamentos dele e ele se perguntava o que ele não havia visto em ti antes que poderia indicar essa coisa fria que se revelou na tua casca meiga e quente. E você imaginava o que ele sabia sobre você, além daquela imagem louca de pessoa perfeita e pura que ele havia criado, porque das perguntas que você fazia ele sempre respondia como você fosse algo que estivesse dentro dele, como um pedaço perdido talvez, ou ao menos era o que parecia, você se sentia subjugada, como se fosse uma conquista, como se ele não tivesse que tomar conhecimento do teu íntimo, como se você fosse só uma superfície, seca, rasa, só a casca, e eu tentava te dizer que você era mais do que ele imaginava, que dentro de ti existia raiva, existia força e que não deveria deixar-se ser domada, falei pra ti que amor não era feito de coisas bonitinhas e cheirosinhas, te disse pra ir embora e ser feliz, eu te contei coisas sobre você mesma, que nem ele sabia, nem ele que dormia e acordava do teu lado todos os dias, mas eu as via porque bastava escutar a tua voz pra saber da tua tristeza por não ser reconhecida e por não ser amada por quem tu és. Posso te contar mais coisas sobre tua alma profunda, é só chegar aqui e sentar comigo, que eu largo as minhas dores e tristezas só pra dividir as tuas comigo. Largo meus medos pela nossa amizade e atravesso o escuro pra te ver.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s