Eu costumava me conhecer melhor. Eu era rápida, e sabia o que eu queria.
A tua voz não ficava circulando minhas memórias me lembrando sempre do que eu não preciso lembrar. As coisas costumavam parecer mais fáceis, e o tempo não se arrastava como ele faz agora. Nós costumávamos ser duas pessoas diferentes, e as nossas vidas não estavam tão entrelaçadas assim. Minha mente era lúcida e clara, minha letras não falavam de amor. Meus atos não interessavam a ninguém, e antigamente, eu só respondia perguntas em presença de algum advogado. Eu não tinha horário, não tinha questões muito difíceis pra resolver, eu era prática, era fácil ser eu, era algo natural, sem esforço ou preocupações. Eu era uma contradição ambulante. Mas eu trocaria isso de novo por mais mil vezes se fosse por você, eu fiz, e faria tudo novamente, simplesmente por você. Por você eu me viro do avesso, perco meus interesses, mudo minhas letras e me torno complicada, burocrática e tudo mais, viro louca, e cheia de limites. E agora, o que me diz de mais uma reviravolta? Dessa vez eu posso tentar ser alguém melhor.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s